Estamos vivendo uma época de mudanças profundas na história da humanidade: as transformações provocadas pela pandemia do Covid-19 englobam economia, política, ciência, mercado de trabalho, jeito de morar e de se relacionar.

Para te ajudar a entender como essas mudanças mexem com nosso modo de vida, vamos falar sobre a transformação dos lares e da relação entre as pessoas e o espaço onde elas moram.

Estamos vivendo um longo período de confinamento, então é normal que a gente sinta a necessidade de adaptar e melhorar algumas coisas da casa.

Todas essas mudanças, combinadas com um jeito diferente de encarar a função da moradia, já estão desenhando um novo jeito de morar, que vai valer para muito além da quarentena. Quer ver?

1- A importância da tecnologia: e se não fosse a Internet?

Se você já achava que a tecnologia era fundamental na sua vida antes da pandemia, imagina agora! Começando pelo trabalho remoto, EAD e comunicação com o resto do mundo, passando pelos Apps de delivery e TV streaming, a gente não consegue nem imaginar nossa vida sem ela.

No novo jeito de morar, a Internet banda larga passou a ser item básico de uma casa, assim como água e luz. Além disso, aparelhos como laptops, tablets, smartphones e Smart TV também viraram peças fundamentais do nosso dia-a-dia.

2- Higiene e saúde: casa mais saudável

Ter uma casa bem arejada e iluminada sempre foi importante, por uma questão de bem estar e saúde. Mas em uma rotina onde ninguém parava em casa, muitas vezes manter a casa “bem” passava despercebido.

Só que agora, morar em um ambiente saudável se tornou prioridade: ventilação e iluminação naturais são itens importantíssimos, mas alguns hábitos de higiene também foram incorporados ao cotidiano das casas.

O hall de entrada super preparado, com sapateira, cabideiro, chaveiro e álcool gel virou o novo espaço de todos os lares, e muitos acham que ele veio pra ficar. Isso porque o hábito de deixar a rua fora de casa, tirando os sapatos por exemplo, é um benefício que pode e deve ser mantido mesmo depois da pandemia. Além de evitar outras doenças, isso pode ajudar a manter sua casa mais limpa e saudável.

3- Espaço de trabalho – o famoso Home Office

Uma das mudanças que os especialistas acreditam que também veio para ficar é o trabalho remoto. Muitas empresas que foram obrigadas a investir em tecnologia para manter os negócios funcionando pretendem continuar com a prática do home office mesmo depois do fim da quarentena.

Então, se você ainda está trabalhando no sofá porque não tem um espaço de trabalho em casa, está na hora de repensar os usos dos seus ambientes. No novo jeito de morar, ter um escritório em casa ou um cantinho para home office é fundamental – mesmo que ele seja compartilhado com outras funções no mesmo ambiente.

4- Espaços de Diversão e relaxamento

Antes da pandemia, a maioria das pessoas se divertia fora de casa. Mas agora, estabelecimentos como cinemas, bares, espaço kids não são mais uma opção. Isso sem contar as academias de ginástica, dança, yoga e tantos outros lugares de atividades físicas. Mas e aí, as pessoas não estão mais se divertindo nem se exercitanto? Claro que estão, só que agora, dentro de casa!

Nesse novo jeito de morar, a casa não pode só atender o básico: comer, dormir, tomar banho. Os ambientes precisam acolher também a diversão, os hobbies e os momentos de descanso. Para adaptar suas casas, as pessoas apostaram em diversas mudanças, dependendo do seu interesse. Alguns deram um upgrade na sala de TV, com equipamentos melhores e sofás confortáveis. Outros priorizaram a varanda ou o quintal, com espaço para a família e lugar para relaxar.

Para conseguir fazer exercícios, muitos tiveram que ser mais criativos. Principalmente aqueles que não têm espaço para uma sala de ginástica, aproveitaram a tecnologia para acessar vídeos no YouTube e baixar Apps que ajudam a criar uma rotina simples de exercícios para fazer em casa.

E a tendência é que, as pessoas que experimentaram os benefícios dessas atividades com a facilidade de não ter que sair de casa, continuem com essa rotina mesmo depois da pandemia.

5- Espaços para cozinhar e comer em casa

A vida moderna trouxe diversas mudanças que refletiram nas nossas casas. Uma delas foi a cozinha pequena: Como a maioria das pessoas passava o dia fora, tornou-se normal fazer as refeições principais em restaurantes ou pedir comida pronta. Por isso, as cozinhas dos apartamentos novos foram diminuindo, até chegar no espaço mínimo que são hoje.

Mas, com todos dentro de casa, o costume de cozinhar voltou: muitas pessoas estão descobrindo agora o prazer de preparar a própria comida, com o cuidado de escolher receitas e ingredientes para o seu paladar. E junto com essa descoberta, muitos perceberam que aquela cozinha moderna e compacta não serve para se cozinhar todos os dias.

Para resolver esse problema, muitos já cogitam uma reforma pós-pandemia: Ter uma cozinha mais espaçosa e bem organizada passou a ser uma prioridade para aqueles que curtiram fazer as refeições dentro de casa. Se isso realmente virar uma tendência, as cozinhas vão voltar a ganhar espaço e destaque nas casas modernas, mesmo nos apartamentos mais compactos. E isso vale também para o espaço da sala de jantar, que agora voltou a ganhar importância para acolher o momento das refeições em família.

6- Espaços multi-uso da casa

Muitas pessoas se descobriram tão infelizes com suas casas nesse isolamento que já estão procurando um novo imóvel ainda durante a pandemia. Mas, para aqueles que não cogitam sair do lugar onde moram, existem muitas mudanças que podem ser feitas para adaptar os lares à nova realidade.

Os espaços multi-uso, ou seja, ambientes que acolhem mais de uma função, vão se tornar a regra da casa moderna. Assim, quase todos os ambientes terão essa flexibilidade:

O quarto pode acolher também um home office, ou mesmo um cantinho de relaxamento. Agora a sala, que já acolhia as funções de estar e jantar, também pode virar sala de ginástica e lugar de estudo ou trabalho. Quem tem uma varanda com certeza já viu os muitos potenciais que esse espaço tem: de sala de jantar ao playground, passando pelo bar e pelo cantinho zen. Aquele quarto extra, que antes tinha função nenhuma, agora pode ser escritório, junto com sala gamer e ateliê.

Mas será que dá para criar um espaço assim com tantos usos sem virar uma bagunça? Com cuidado, dedicação e um bom projeto, dá sim! Outra mudança que veio junto com a necessidade de criar espaços multi-uso é a valorização do projeto de arquitetura de interiores e decoração.

O novo jeito de morar vai trazer mais personalidade para as nossas casas, junto com a vontade de ter um lar voltado para as nossas necessidades. Cada vez mais as pessoas não vão se contentar com casas padronizadas, onde é a gente que acaba se adaptando às suas limitações.

Nesse futuro que já começou, a casa vai ser o centro de nossas vidas, então ter o seu espaço personalizado será fundamental.

E você, já percebeu as mudanças que o seu lar já sofreu durante essa pandemia?