Nada é melhor do que ter um cantinho para chamar de seu e poder deixar com a sua cara, não é? Porém, assim como você, muitas pessoas se mudam para um imóvel com metragem reduzida — uma tendência em alta tanto no Brasil quanto no mundo.

Com isso, é comum bater aquela dúvida: afinal, como decorar cozinha pequena sem desperdiçar espaço e torná-la menor do que já é? Isso parece uma missão impossível para você? Pois tenha calma! Estamos aqui para te ajudar.

Neste post, você verá 8 dicas excelentes para deixar o seu ambiente charmoso, espaçoso e funcional, sem recorrer a reformas demoradas e que pesam no bolso. Continue lendo e confira!

1. Diversifique a iluminação local

Ambientes reduzidos precisam de uma iluminação bem planejada e diversificada. Do contrário, podem ficar escuros — o que dificulta a realização de tarefas como cortar carnes ou preparar sucos — ou se tornar visualmente menores, trazendo desconforto e a sensação de lugar abafado.

Nesse caso, além de investir em fontes de luz direta para reduzir as sombras e deixar o local claro (como é o caso dos spots), você pode utilizar luminárias modernas na sua cozinha! Plafons, fitas de LED e pendentes são ótimas opções. Assim, é possível dar destaque a determinadas áreas do cômodo e, de quebra, realçar o seu estilo decorativo.

2. Invista em uma base neutra

Cores claras são conhecidas por gerar amplitude visual, ou seja, fazer com que o ambiente pareça maior. Então, se você tem dúvidas sobre como decorar cozinha pequena, vale a pena considerar a possibilidade de compor as principais superfícies do ambiente com tons discretos e suaves.

Opções como branco, creme, bege, amarelo-claro e cinza são ideais para trabalhar nas paredes, no piso e no teto. Ao focar nessas nuances, você criará uma base neutra ideal para receber toques pontuais de brilho, de texturas e até de cores mais chamativas (como laranja, vermelho e roxo).

Saiba, ainda, que cores claras refletem melhor a luz do sol e das lâmpadas. Assim, elas potencializam a sensação de espaço aberto, fresco e arejado, o que é ótimo para um local compacto!

3. Use revestimentos sofisticados

Não é porque estamos falando da cozinha que as suas únicas opções de revestimentos são o azulejo e o porcelanato, viu? Você pode (e deve) explorar alternativas que também são indicadas para áreas molhadas, como é o caso do piso cimentício, dos ladrilhos hidráulicos e das pedras.

Apenas tome cuidado com a superfície dos materiais empregados no chão: priorize aqueles que garantem um acabamento antiderrapante, para evitar escorregões e proporcionar mais segurança.

Nas paredes, você pode usar peças lisas e brilhantes sem preocupações. Pastilhas de vidro, por exemplo, são ótimas para agregar mais cor e personalidade ao espaço. Além disso, a variedade de produtos permite incluir referências da sua vertente de decoração preferida, seja o tema industrial, seja o clássico chic, o rústico ou o colonial.

4. Otimize o espaço com móveis funcionais e prateleiras

Uma terceira dica sobre como decorar cozinha é não cair na tentação de comprar móveis sem levar em conta as dimensões do ambiente. Isso porque, na maioria dos casos, as peças não serão compatíveis com as suas áreas livres — o que faz com que o local seja mal aproveitado e fique visualmente poluído.

O ideal é tirar todas as medidas e sempre consultá-las antes de se decidir sobre determinada peça. Além disso, prefira móveis funcionais, independentemente de serem planejados ou modulares. Eles ocupam menos espaço e desempenham múltiplas funções.

Um exemplo de item multiúso é uma bancada que também sirva como mesa, adega e armário para panelas, ampliando a área de circulação e de ventilação. Outra opção é a estante vazada que, além de fornecer compartimentos para guardar eletroportáteis, atua como divisória no ambiente.

Uma dica extra: naqueles espaços livres das paredes, em que não há nada, é uma excelente ideia instalar prateleiras e nichos. Dessa forma, você ganha mais compartimentos para armazenar seus utensílios domésticos!

5. Aproveite cada cantinho do ambiente

Muitas vezes, o que falta é apenas criatividade para otimizar o espaço e tirar proveito de cada centímetro disponível. Afinal, mesmo um ambiente pequeno tem lugares vazios que podem ser preenchidos por objetos, ferramentas e materiais.

Já pensou, por exemplo, em instalar um suporte de ferro ou de madeira no teto? Essa estrutura pode ter pontas torcidas ou fileiras de pregos para receber frigideiras, panelas e outros utensílios. Os práticos ganchos, por outro lado, podem ser fixados nas paredes ou até dentro dos armários para segurar conchas, peneiras, canecas, raladores e até os seus panos de prato — eliminando o excesso de itens sobre os móveis.

Por falar em armários, saiba que algumas lixeiras ficam escondidas dentro de seus compartimentos. É o caso do modelo embutido, que desliza para dentro e para fora do móvel, e do modelo que se apoia na parte interna das portinhas.

6. Adote um jardim/horta vertical

Quem disse que o espaço reduzido impede a existência do verde na sua cozinha? É justamente o oposto: ter plantas em casa é extremamente benéfico, pois, além de trazer vida para o recinto, contribui para melhorar a qualidade do ar e tornar a temperatura mais agradável.

Uma boa forma de fazer isso é criar um jardim ou mesmo uma horta vertical, por meio de treliças, hangers e suportes aéreos. Assim, além de customizar a decoração local, você pode cultivar ervas e hortaliças para dar aquele gás na sua reeducação alimentar.

7. Integre a cozinha a outras áreas

As cozinhas americanas são ótimos modelos para economizar área útil do imóvel. Isso porque têm layout funcional e costumam ficar integradas ao cômodo mais próximo, representado geralmente pela sala de estar.

Se a sua casa conta com uma planta tradicional — ou seja, que separa os ambientes por meio de paredes —, verifique a possibilidade de eliminar essas divisórias. Essa mudança deve passar pela avaliação de um profissional que definirá se determinadas estruturas poderão ser removidas sem comprometer a segurança dos moradores.

Caso contrário, procure ganhar amplitude de outras formas. Se a cozinha dá acesso a uma varanda ou a uma lavanderia, por exemplo, você pode manter uma porta de vidro entre os ambientes. A transparência desse material permitirá a continuidade visual, dando a impressão de que as áreas são maiores.

8. Aposte na simplicidade

Já reparou que os espaços clean sempre parecem ter metragem de sobra? Isso acontece porque eles são concebidos a partir de poucos elementos, gerando uma estética que se aproxima do minimalismo.

Você pode se inspirar nessa proposta ao escolher cada elemento da sua cozinha. Para isso, siga o conceito de “menos é mais” e tenha cautela nas combinações. Lembre-se de que eduzir a quantidade de itens à vista transmitirá a ideia de um local limpo, organizado e espaçoso.

Viu como decorar cozinha pequena pode ser mais fácil, prático e rápido do que se imagina? Basta seguir as nossas dicas e valorizar os detalhes do ambiente para deixá-lo bonito, agradável e funcional. Afinal, esse é um dos cômodos mais importantes em um lar, e merece toda a sua atenção!

Agora, se você gostou deste post, continue no blog e aproveite para descobrir também quanto custa um projeto de decoração de interiores!