Nada de coisas amontoadas, excesso de móveis ou utensílios — essa é a pegada da decoração minimalista, que tem esse nome justamente por optar pelo mínimo, só o necessário. Se você também é chegado em um espaço mais basiquinho, bem clean, parabéns! Você é minimalista.

A inspiração para essa decoração surgiu de um movimento artístico na década de 1960, que se preocupava só com elementos fundamentais como forma de expressão. Com o tempo, ele achou espaço em outras áreas e acabou influenciando a arquitetura e a decoração.

Hoje, traduz bem essa vontade de jogar só um almofadão em um canto, um tapete e uns quadros na parede e chamar de lar. Curtiu a ideia? Então veja mais dicas para o seu cantinho!

Use bem as cores

Se você é minimalista, vai querer um espaço mais clean já desde a cor! Tons claros e neutros ajudam a ampliar o ambiente, além de deixar o destaque apenas para uma almofada, um quadro ou outro objeto de decoração. Lembre-se: menos é mais!

Defina uma atração principal para o ambiente

Sabe aquela sala branquinha que você sempre sonhou? Pois imagine que ela existe, e que só entram nela objetos que alcancem uma aura quase sagrada. Essa é a ideia!

Na decoração minimalista, eleja sempre uma atração principal para o cômodo e complete-o com alguns poucos objetos. Se quiser, aproveite para brincar também com linhas geométricas para compor o espaço.

Se você tem um sofá lindo e enorme em mente, por exemplo, que tal deixar que ele seja a estrela principal da sua sala, com o auxílio de alguns quadros na parede e um tapete no chão? Há uma varanda ou um cantinho reservado? Que tal completá-lo com uma rede e algumas plantas? Além de dar charme, elas ajudam a aquecer ambiente e torná-lo acolhedor!

Outra dica para quem quer aquecer o ambiente é apostar na madeira. Se for de cor natural, ela casa bem com o estilo e ainda funciona como excelente isolante térmico.

Você pode investir em forros como os de lambri para a parede, ou os chamados pisos laminados para o chão. Não quer reformar tanto assim? Então lance mão do toque amadeirado em vasos de plantas, porta-retratos ou uma cadeira de balanço charmosa.

Aproveite a economia

Além da simplicidade, o estilo minimalista costuma ter outra vantagem: custar bem menos. Não estamos falando aqui de “pão-durismo”, mas sim de inteligência na hora de gastar — aliada a um estilo, é claro.

Se você quer um quarto mais simples, com apenas uma cama, invista em um grande espelho ou luminária para compor o local. Já se o foco for o banheiro, economize em tapetinhos e foque em uma linda banheira diante de um janelão! Ou, ainda, em uma ducha moderna sem delimitações de box.

Você vai gastar, sim — mas só com o que interessa.

Veja se a decoração minimalista é para você

Bom, diante destas dicas, vale a pena pensar: para quem é indicada a decoração minimalista? Primeiramente, para quem se identifica com o estilo mais clean, sem muitos objetos — o chamado estilo declutter ou destralhe.

Ele costuma ser o favorito de pessoas jovens, que estão morando sozinhas pela primeira vez e querem decorar a sua casa com calma, dando a sua cara para o ambiente.

Mas também é o estilo de quem tem pouco dinheiro ou está disposto a gastá-lo só com o que importa. Então, se você está nessa pegada, aproveite algumas dicas e use o melhor que a decoração minimalista tem a oferecer!

Gostou do nosso post? Se quiser mais dicas de decoração para a sua casa, aproveite para assinar a nossa newsletter!