Uma dúvida muito comum quando se fala em decorar a casa e otimizar o espaço é quanto custa um projeto de decoração de interiores. Isso porque é por meio dele que você conseguirá ter o seu cantinho, expressando a sua personalidade e gostos próprios.

Dessa forma, um designer ou arquiteto deve ser o profissional ideal para fazer a decoração, tendo em vista que o resultado final alinha o uso eficiente do espaço e a expressão de quem você é em cada detalhe, tudo isso com anos de estudo para desenvolver um projeto impecável.

Ficou curioso? Abaixo, separamos as melhores dicas para você entender quanto custa um projeto e conquistar a casa com a sua cara. Confira!

Por que contratar um designer?

A ideia de que o design de interiores pertence a uma classe mais alta da sociedade não poderia estar mais equivocada. Hoje, diversas pessoas estão trabalhando com designers a fim de tornar a sua casa um ambiente mais agradável e gostoso de viver.

O trabalho desse profissional vai muito além da decoração: pode transformar conceitos e redefinir espaços que antes eram inúteis, inserindo elementos que trazem praticidade e versatilidade para uma rotina corrida, alinhando as tendências do mundo decorativo com os seus gostos e desejos.

Ainda, embora exista um gasto com o serviço, é com ele que você consegue encontrar preços mais em conta e garantir um excelente custo-benefício para sua obra, já que, além de projetarem pensando na praticidade, consideram soluções que caibam dentro do seu bolso.

Quanto custa um projeto de decoração de interiores?

Para falar de valores é preciso primeiro conhecer quais são as variáveis que influenciam diretamente no preço do projeto. Abaixo, separamos as principais para ajudá-lo!

Tamanho do ambiente

Uma das primeiras considerações do profissional para precificar o projeto é o tamanho do ambiente, já que a ABD (Associação Brasileira de Designers de Interiores) estabelece valores específicos para cada região do país de acordo com o m² do espaço.

Assim sendo, os valores cobrados atualmente variam em torno de R$ 50 e R$ 100 o m², dependendo da área do imóvel. Isso garante não só uma facilidade para o profissional atuar e estabelecer um preço que coincide com o seu trabalho, mas também para você adquirir um serviço de qualidade e que atenda a todas as expectativas!

Tipo de cômodo

Além das orientações da ABD, muitos profissionais optam por quantificar o projeto baseado no CUB (Custo Unitário Básico) da construção. Esse custo apresenta não só o preço por metragem quadrada, mas também faz diferenciações quanto ao tipo de ambiente onde a construção será realizada.

Por exemplo, se você deseja decorar todo seu apartamento, é possível que o banheiro e a cozinha tenham um preço diferenciado do que os quartos e a sala, já que são cômodos que apresentam mais umidade e necessitam de um serviço especial.

Assim, de acordo com o CUB, o profissional precisa incluir no valor alguns aspectos como escolha de acabamentos, detalhamento da cozinha e banheiros, detalhamento do forro e o layout de distribuição dos móveis para, então, entregar um trabalho qualificado.

É importante ter em mente, também, que os itens de decoração e a mobília, embora sejam apontados e indicados durante o projeto, não entram no valor total e devem ser adquiridos à parte, ok?

Preferências do cliente

Um aspecto importante que os designers levam em consideração para montar o orçamento são as suas preferências. Entre gostos extravagantes e cleans, os profissionais devem extrair os elementos principais que tornarão o seu espaço único.

Dessa forma, muitas vezes o seu gosto pode influenciar diretamente no preço final do projeto, já que o designer deve pensar em uma solução que englobe o que você realmente quer.

Isso tudo demanda uma entrevista inicial e um processo de conhecimento do cliente que também são inseridos no orçamento. Assim, o resultado ficará como desejado!

Necessidades principais

Além de considerar as suas preferências, os especialistas remuneram todas as etapas de criação, desde os estudos preliminares até os desenhos e o projeto final — seguindo a ABD. Ainda, como uma necessidade principal, podem adicionar a taxa de administração, que aplica de 10% a 15% de todo o valor gasto durante o projeto.

Essa taxa é feita em função do serviço técnico e administrativo que ele deve desenvolver, como estudo de preços, consultorias e, às vezes, visitas à obra, se a construção já está em andamento.

Outro ponto que entra como uma necessidade na hora de criar o projeto é o uso dos softwares e, principalmente, os que trazem modelos 3D de visualização. A inserção desse elemento a mais no orçamento é específico de cada profissional e varia de acordo com o desejo do cliente.

Localização

Outro ponto que é levado em consideração é a localização, tanto em função da necessidade de avaliar o contexto para identificar as particularidades e montar um espaço mais otimizado, quanto para o tempo gasto de deslocamento até o local. Ficou confuso? Calma, explicaremos a seguir.

Uma das vantagens de contratar um profissional qualificado para desempenhar o trabalho de decoração é a capacidade que ele traz de usar o espaço de maneira eficiente, considerando todas as influências que ele sofre como iluminação, temperatura, umidade e tamanho do ambiente.

Dessa forma, a localização da sua casa interfere no preço do projeto, pois cada lugar tem uma incidência de luz diferenciada, bem como tamanhos e temperaturas diferentes, o que pode tornar o seu projeto mais complexo ou não.

Além disso, dependendo da distância da sua casa e do tempo de deslocamento que o profissional tem, é possível que ele considere a taxa de administração para cobrir os gastos que ele teve previamente.

Materiais utilizados

Como você já deve ter percebido, durante o pré-projeto o profissional precisa utilizar softwares atualizados que realizem um trabalho mais sofisticado, influenciando no resultado final da sua decoração.

Dessa forma, cada prancha deve conter os elementos que farão parte do projeto, como:

  • sistema hidráulico, elétrico, de iluminação e ventilação;
  • revestimentos de pisos e paredes, como gesso ou pinturas;
  • vidraçaria e itens de marmoraria;
  • mobiliário e decoração.

Todos esses aspectos refletem em um projeto voltado para a sua real necessidade e desejos. Com esse detalhamento técnico, o profissional será capaz de avaliar os fornecedores e indicar a melhor opção, além de analisar a viabilidade de execução da obra, evitando que problemas de comunicação aconteçam.

Onde encontrar um profissional qualificado

Uma das formas muito procuradas atualmente é o desenvolvimento de projetos online. Por meio de uma plataforma que conecta o cliente com os designers, o consumidor filtra qual estilo de decoração chama atenção e entra em contato com um profissional que, então, realiza o projeto e o entrega junto com indicações de lojas para a compra dos materiais.

Agora que você já sabe quanto custa um projeto de decoração de interiores e todos os aspectos que influenciam no preço final, o que acha de fazer o seu online? Com a Easydeco você consegue um serviço de decoração inovador, uma experiência completa, prática e personalizada, com qualidade diferenciada, contando com uma equipe experiente que proporciona uma visualização realista da sua casa a um preço fixo por ambiente.

E aí, gostou do post? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco! Ficaremos felizes em ajudar.