Ver a família crescer é algo positivo e que traz felicidade, mas às vezes isso acontece mais rápido do que o planejado e o lar não está devidamente adaptado para ter tantas pessoas. Como resultado, muita gente opta pelo compartilhamento de dormitórios para solucionar essa questão. É justamente aí que bate aquela dúvida cruel: como fazer uma boa decoração de quarto de irmãos?

As pessoas querem deixar o ambiente bonito e funcional para os filhos não só na infância, mas em outras fases da vida, sem perder muito tempo, gastar demais ou recorrer a obras que parecem nunca ter fim.

Se você acha que isso é impossível, confira este post até o fim e veja algumas dicas que vão ajudar nessa tarefa!

Delimite o espaço de cada um

Para começar, é interessante que você delimite o espaço de cada pessoa na decoração de quarto de irmãos. Sim, isso mesmo que você leu: definir o que é de um e o que é de outro. Dessa maneira é possível não só preservar a privacidade de ambos, mas fazer com que eles realmente se sintam acolhidos e confortáveis dentro do próprio dormitório.

Do contrário, à medida que forem crescendo eles vão se sentindo mais e mais deslocados no cômodo e acabam gerando uma rejeição por ambientes compartilhados.

Em quartos grandes dá para colocar as camas e os móveis (cômodas e armários) em lados opostos. Para completar, você pode inserir quadros, pôsteres, letras decorativas e outros itens que fazem referência ao nome, aos hobbies e aos interesses pessoais — como séries, desenhos, filmes etc. — de cada irmão. Com isso, cada área fica personalizada e cheia de vida.

Já em quartos pequenos, nos quais a metragem deve ser otimizada, vale a pena reduzir a quantidade de móveis e utilizar mais as paredes com nichos e prateleiras, enquanto as camas podem ficar próximas ou ser substituídas por um beliche — que gera mais praticidade e ainda proporciona a privacidade desejada para os irmãos.

Use uma paleta de cores neutra

A segunda dica é investir em uma paleta de tonalidades neutras no espaço, como o branco, o cinza e o bege. Isso acontece porque quando você usa tons muito fortes e chamativos em um ambiente que é compartilhado por irmãos, independentemente da idade, há uma grande chance de um deles não gostar das cores.

Por mais próximos e parecidos que eles sejam, é natural que tenham preferências diferentes. Para completar, ambientes com excesso de informações podem se tornar cansativos, estressantes e poluídos visualmente, que é justamente o oposto do que se espera de um quarto — que é um local para descanso e relaxamento.

Para levar cor ao quarto sem errar a mão, saiba que o segredo é algo bem simples: explorar os detalhes. Enquanto as paredes, a mobília e o piso ficam neutros, itens como tapetes, roupa de cama, luminárias e almofadas podem ter diferentes nuances que refletem o gosto de cada irmão e, de quebra, trazem dinamismo e personalidade para esse lugar da casa.

Crie um espaço de conexão

No primeiro tópico falamos de como vale a pena delimitar o espaço de cada irmão na decoração de um quarto compartilhado, já que é importante manter a sensação de privacidade e individualidade dos dois. No entanto, isso não significa que o ambiente deve ser milimetricamente dividido, com cada um no seu quadrado e fim de papo!

Tenha em mente que uma das grandes vantagens de um dormitório usado por duas pessoas é a companhia que se tem — alguém com quem você pode conversar, brincar, interagir e dividir bons momentos. Em uma relação de irmãos, isso é algo bastante produtivo, pois é capaz de fortalecer a união e a parceria entre eles.

Portanto, não deixe de criar um ou mais espaços de conexão no local, como um cantinho do videogame, uma área com vários ursos de pelúcia, uma pequena estante com livros e brinquedos para os dois usarem e se entreterem ou mesmo um miniescritório — com uma mesa e itens de papelaria compartilhados para tarefas de casa e trabalhos do colégio.

Não faltam alternativas que podem ser exploradas na composição do décor. Basta usar a criatividade para conseguir um bom resultado!

Atente-se à área de circulação

Para encerrar nossas dicas de decoração de quarto de irmãos, não podemos deixar de falar sobre algo que é fundamental: a área de circulação das pessoas no cômodo. Afinal, nada pior do que ficar com aquelas sensações de abafamento e de não ter como andar dentro do próprio quarto, certo?

Portanto, redobre a sua atenção quanto a esse detalhe para garantir duas coisas. A primeira é que haja um espaçamento adequado entre os móveis — de pelo menos 80 centímetros. Dessa forma, eles podem ser abertos sem dificuldade, não bloqueiam a passagem de uma ponta a outra e nem dificultam a limpeza do local. De quebra, isso ainda melhora a ventilação do recinto.

A segunda dica é disponibilizar caixas organizadoras para que aqueles brinquedos que são usados com muita frequência possam ser guardados de forma rápida no fim do dia, sem que fique tudo espalhado pelo chão. Isso é algo que pode parecer bobo, mas que além de deixar o quarto bagunçado e esteticamente feio, pode provocar acidentes caso você ou as crianças escorreguem em uma dessas peças.

Como deu para perceber, a decoração de quarto de irmãos não é um bicho de sete cabeças. Ao contrário: é algo que pode ser feito aliando criatividade, simplicidade e uma boa utilização do espaço disponível.

No entanto, não abra mão de contar com um decorador nesse processo, viu? Afinal, ele dará dicas extras — que não são encontradas em qualquer lugar — e ajudará você a explorar melhor as características do cômodo, a definir um estilo de décor, a escolher a mobília adequada, a valorizar a iluminação natural do ambiente e muito mais.

Se você gostou de saber mais sobre a decoração de quarto de irmãos, não perca tempo e entre em contato conosco para conhecer mais dos projetos que já realizamos e receber orientações de um especialista da área!