Busca um imóvel e tem dúvidas de como escolher um apartamento para alugar? Pois bem, existem boas dicas para que tudo transcorra tranquilamente. O essencial, nesse momento, é que você tenha muita paciência e não aja por impulso. 

Apesar de existir o sonho da casa própria, o aluguel de um imóvel pode ser um projeto vantajoso. Você não ficará preso a nenhum financiamento e terá um tempo a mais para economizar e colocar seu sonho em prática.

No entanto, tomar algumas precauções e escolher calmamente o imóvel, no qual você vai morar, certamente evitará arrependimentos posteriores. 

Então, confira algumas boas sugestões de como escolher um apartamento para alugar!

1.Conheça suas prioridades

A primeira medida, ao se decidir pelo aluguel, é definir suas necessidades. Você deverá questionar suas preferências, como o que você espera do imóvel quanto ao transporte, ao tamanho, ao número de quartos, às áreas disponíveis de lazer, ao comércio local etc.

Prepare-se com antecedência, fazendo uma relação de tudo que você deseja em um apartamento. Isso permitirá uma escolha adequada ao seu perfil e evitará que algo importante para você passe despercebido.

2. Analise suas finanças

Apesar da necessidade de alugar um imóvel que atenda seu perfil, verificar seu orçamento é extremamente importante. Fazer uma análise de tudo que gastará, como condomínio, IPTU e outros impostos é imprescindível para que você não ultrapasse os limites. 

Suas despesas com moradia não devem ultrapassar 30% de sua renda familiar. Além disso, existem outras despesas com a casa, como conta de luz, água, internet, gás etc. Tudo deve ficar dentro de seu orçamento para que não ocorram problemas financeiros.

3. Pesquise na internet

Hoje, existem muitos anúncios de imóveis pela internet. As imobiliárias utilizam esse recurso, cada vez mais comum, visto que o interessado visualiza o imóvel antes da primeira visita — evitando perda de tempo para ambas as partes.

4. Observe a localização

Se você coloca a localização como um fator relevante na sua escolha, observe bem na hora da visita e lembre-se que o local tem um impacto no valor do aluguel. Se existem bairros de sua preferência, a escolha fica mais fácil.

Considere que, atualmente, a praticidade deve ser valorizada. Por isso, um imóvel situado em um local com algumas facilidades conta muito, não é? 

Por exemplo, uma região com um vasto comércio, com opções de transporte público e outros serviços disponíveis torna o dia a dia menos agitado. Com alguns serviços nos arredores de casa, sua rotina fica bem mais tranquila. 

Uma boa dica é que você dê uma volta em uma das visitas, para conhecer de perto a região e saber o que ela oferece aos moradores.

5. Observe a vizinhança

Ainda que seja difícil observar a vizinhança de um condomínio, verifique tanto a do prédio quanto a da redondeza. Por isso, é inevitável que você tenha que fazer algumas visitas ao local, em diferentes horários, antes de se decidir.

Em uma das visitas, procure andar pelas ruas próximas para saber o que a região oferece em termos de serviços, se existem locais barulhentos, entre outros. Conversando com algum morador, é possível ter uma boa noção de como é a região.

6. Verifique a segurança da residência

Não esqueça esse fator importante que é a segurança. Para isso, verifique os trincos do imóvel e se as fechaduras funcionam perfeitamente. Verifique também o prédio, se ele conta com porteiro e vigia noturno. Ainda, confira os sistemas de segurança, como porteiro eletrônico e câmeras.

Veja se o condomínio não é muito isolado e preste atenção nos arredores, se há policiamento. Uma sugestão é informar-se com os moradores e com o comércio local sobre a segurança da região. 

7. Confira o estado do imóvel

Apesar de, hoje, ser possível visualizar os imóveis por meio de fotografias e vídeos, esse recurso não substitui a visita, na qual você terá a noção real sobre o estado do imóvel. Poderá verificar se há algum problema referente a acabamento, fiação, pintura, vazamento, entre outros.

Se houver a necessidade de algum reparo, há possibilidade de negociação antes de fechar o negócio. Vale lembrar de que tudo deve ser documentado pelo laudo de vistoria, que será assinado pelas partes no fechamento do contrato.

Ressaltando que o locatário deve receber o apartamento em plenas condições de moradia e devolvê-lo ao fim do contrato no mesmo estado, do contrário deverá fazer os reparos necessários.

Por isso, não verificar o imóvel antes de fechar negócio pode resultar em prejuízo ao inquilino, que ocorre de duas formas: se deparando com problemas durante o aluguel ou, ao entregar, ter que pagar por reparos que não seriam de sua responsabilidade.

8. Providencie a documentação

Existem alguns documentos que o interessado em alugar um imóvel deve apresentar, como o CPF e o RG — que servirão também para comprovar a maioridade do locatário, que deverá ter mais de 18 anos —, bem como os comprovantes de residência e de renda.

O comprovante de renda é para que o locador tenha a certeza que o locatário tem situação financeira para arcar com o valor do aluguel. Pode ser feito com a apresentação da carteira de trabalho ou com comprovante de pagamento de salário.

9. Leia o contrato com atenção

Por fim, muita atenção ao ler o contrato. Nele, deverá constar tudo que envolve essa negociação entre locador e locatário. Assim, tudo deverá estar documentado, como o tempo de permanência, o laudo de vistoria de entrada, entre outras informações importantes.

Durante o prazo do contrato, o locador não poderá reaver a propriedade. O locatário, por sua vez, poderá entregar o imóvel antes de findar o contrato, mas deverá pagar uma multa por isso. Por essa razão, não se esqueça de, antes de assinar, ler todo o contrato com calma, prestando atenção em todas as vírgulas.

Viu como alugar um imóvel pode ser mais simples que se pensa? Então, siga nossas dicas e não tenha pressa ao escolher um apartamento. Opte por aquele que mais tenha a ver com suas necessidades!

O que você achou deste post? Foi útil para esclarecer suas dúvidas sobre como alugar um imóvel? Então, compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude seus amigos que também estão passando pela mesma situação!